OBJETIVOS DO SEMINÁRIO

 

 

Frente à multiplicação desbordante de experiências e novos processos de mediação propiciados pela necessidade de reposicionamento e transformação das cidades, que demandam da investigação novas teorias e ferramentas metodológicas de exploração capazes de atualizarem o conhecimento e saberes de distintos campos científicos sobre as novas realidades de reterritorialização e desenvolvimento da cultura local, o Seminário Internacional Milton Santos "Comunicação e Cultura Urbana trata, neste sentido, de aportar novas estratégias e desenhos de investigação que lancem luz sobre as formas de comunicação e cultura democrática local desde matrizes pluridisciplinares de estudos e novos olhares transversais sobre as novas formas de vida e representação das populações no espaço urbano.

 

 

Em resumo, o Seminário, trata de abordar questões fundamentais sobre os pontos de partida e principais inflexões vividas no campo da cultura urbana pela mediação tecnológica, analisando os desafios e limites da introdução de novos suportes, canais e modelos de mediação para um exercício ativo da cidadania, como estão incidindo os processos intensivos de modernização do território e as políticas culturais no capital simbólico, e que lógicas de reprodução dos códigos autótonos de identidade e da memória e cultura locais têm lugar no novo espaço público hipermediatizado.

 

Desta forma, o objetivo geral é colocar em comum o exame das tendências e fundamentos para as análises das novas formas de organização do território, analisando o papel da comunicação, do design, da arte e da cultura na configuração do espaço urbano desde as experiências concretas de articulação do capital simbólico em processos de modernização e transformação das cidades, a partir do exame das políticas da Sociedade da Informação no âmbito local das chamadas cidades criativas e a própria conceitualização teórica, em diferentes disciplinas e áreas das Ciências Sociais e Humanas

 

             

 

Os objetivos específicos do Seminário , neste sentido, são:

 

 

  • Analisar os problemas informativos, culturais e institucionais na integração cultural e econômica dos espaços locais a partir do ponto de vista da cultura.

 

  • Conhecer as iniciativas e programas municipais no que tange a comunicação e a cultura, assim como as tendências e potencialidades da região na incorporação ao mercado internacional de novos serviços culturais.

 

  • Observar que princípios guiam as políticas públicas no âmbito da cultura e quais são as consequências de se por em prática e sua função na promoção dos direitos sociais e culturais da cidadania a partir do ponto de vista da apropriação do espaço urbano.

 

  • Abordar o processo de produção, promoção e transmissão de produtos culturais que marcam a evolução do processo de convergência que atravessa as indústrias culturais no planejamento do desenvolvimento urbano.

 

  • Estudar os pontos principais da democracia e a participação cidadã na apropriação das novas tecnologias e bens culturais, a partir de uma perspectiva da inclusão social e da defesa do interesse público para a democracia local.

 

  • Analisar e inter-relacionar as experiências culturais de arte pública que se realizem no âmbito local e urbano que impulsionem novas formas de atividades lúdicas que inter-relacionem bairros periféricos e centrais; atividades artísticas de reflexão sobre o urbano; atividades participativas em relação com coletivos em risco de exclusão.

 

  • Estudar e propor boas práticas cidadãs: democracia participativa, pressupostos participativos, políticas públicas de intervenção social e comunitária no exercício do direito a cidade.

 

  • Interconectar as experiências cidadãs entre si e as instituições formais para favorecer o conhecimento mutuo e propiciar atividades interativas entre todas elas, constituindo Redes Sociais Interurbanas que permitam um conhecimento integral das atividades que se realizem e uma articulação de suas práticas em relação aos valores e princípios dos Direitos Sociais.